DICAS DA ESTRADA

VIAJANDO DE CARRO PELO MÉXICO

O México sempre foi um dos países mais esperados na nossa rota pelas Américas. Clima agradável, comida gostosa, praias, montanhas, gente alegre e tudo isso com um precinho camarada! Não faltavam motivos para querer rodar esse país de carro, mas por outro lado, o receio de saber por onde dirigir de forma segura, nos deixava preocupados.

Não é novidade que o México é um país que sofre com violência, assim como todos os outros países da América Latina. Mas então, seria necessário ter algum cuidado extra viajando por lá? Sim e não. Vamos explicar o porquê.

SOBRE A SEGURANÇA NO MÉXICO

Por sermos brasileiros, já estamos acostumados a tomar cuidados que muitos viajantes estrangeiros não tomam, como por exemplo: nunca esquecer de trancar o carro, nunca estacionar na rua, nunca deixar documentos e objetos de valor dentro do carro… nós sempre somos muito cuidadosos e conservadores em TODOS os lugares por onde passamos, não seria diferente no México. Por outro lado, há algo extra que precisamos levar em consideração quando viajamos por terra pelo México: zonas dominadas pelo crime, áreas de forte influência dos conhecidos “cartéis”. Precisávamos saber quais eram esses lugares para poder evitar cruzar eles, principalmente durante à noite.

Buscando essas informações, lá em 2018 encontramos através desse site aqui o mapa abaixo, que indicava os estados mais perigosos, que deveriam ser evitados em qualquer tipo de viagem dentro do México, em vermelho: Colima, Guerrero, Michoacán, Sinaloa y Tamaulipas.

Fonte: seguridadjusticiaypaz.org.mx

Pouco antes de entrar no México, em 2021, conversando com mexicanos e outros viajantes que encontramos pelo caminho, as indicações acerca desses mesmos estados mudou pouco. A maioria ainda continua sob controle de grupos criminosos, e que se pudesse evitar passar por eles, seria melhor.

Pesquisando fontes mais atualizadas, descobrimos um novo mapa da violência, atualizado anualmente pelo próprio governo mexicano. Esse mapa leva em consideração vários tipos de delitos e violência envolvendo armas de fogo. Inclusive, é possível acessar um relatório completo, que mostra a evolução de cada estado com relação aos anos anteriores.

Fonte: indicedepazmexico.org

Algo que chama a atenção nesse mapa é o estado de Quintana Roo, onde fica Cancun e Tulum, destinos muito populares entre os brasileiros e com grande estrutura de recepção de turistas. Nós passamos por lá e pudemos confirmar pessoalmente como esses lugares se tornaram polos de violência por conta da venda de drogas, justamente para quem? Pois é, os próprios turistas.

Em Tulum, presenciamos o caos na rua principal da Zona hoteleira, quando tentávamos andar de bicicleta, mas fomos impedidos pelo trânsito. Demos meia volta e minutos depois, com dezenas de veículos de polícia se dirigindo ao lugar que estávamos tentando chegar, ficamos sabendo que um traficante importante tinha acabado de ser assassinado em plena luz do dia, em uma das ruas mais frequentadas por turistas. Ficamos assustados com toda a situação, imaginando que escapamos por pouco de presenciar uma cena dessas… e quando voltamos ao hotel onde estávamos hospedados e comentamos com os recepcionistas, eles nem demonstraram espanto. Disseram que esse tipo de situação se tornou comum por ali nos últimos anos.

Estamos falando isso para que você cancele sua viagem e nunca pense em visitar essa região? De forma nenhuma, mas estar bem informado sobre a realidade dos lugares por onde vamos passar, é uma forma de se prevenir. Quando baixamos a guarda normalmente é quando somos surpreendidos, por isso sempre preferimos estar atentos e conversar com as pessoas que vivem ali – elas sempre sabem mais do que qualquer outra fonte.

Outra situação que aconteceu com a gente dirigindo pelo México foi parar em um protesto de Zapatistas no estado de Chiapas. Esse movimento defende uma gestão autônoma das terras com participação direta da população, o que significa que a polícia tem pouca ou nenhuma atuação em algumas zonas. Estávamos dirigindo ao sul da cidade de Comitán de Domínguez em Chiapas, quando nos deparamos com a estrada totalmente bloqueada e dezenas de pessoas com pedaços de madeira nas mãos, bloqueando a passagem.

Fonte: Hajor 2005. Rod Federal 307, Chiapas.

Tentamos falar com os responsáveis, entender como poderíamos contornar o bloqueio, mas sem sucesso. Nos avisaram que o bloqueio seria liberado depois das 22h, e só então poderíamos seguir viagem. Não nos restou alternativa a não ser passar o dia todo ali, esperando a liberação. Não houve violência, apenas atraso nos planos.

Esse outro mapa abaixo, atualizado com dados de homicídio, confirma a sensação que tivemos do México das regiões que passamos. É possível observar Tulum como um foco na zona do Caribe, assim como cidades em Michoacan, Guerrero, Colima e Sonora com pontos bem destacados de violência (quanto mais escuro o ponto, maior é sua taxa de homicídios). A região de Chiapas, onde enfrentamos o bloqueio, possui uma das menores taxas de violência, o que nos deixou tranquilos e nos ajudou a manter a calma ao longo do processo.

Fonte: elcri.men/mapa-de-delincuencia/

 

DIRIGINDO NA CAPITAL DO MÉXICO

Dirigir em grandes capitais é sempre um ponto de atenção, e entrar na Cidade do México não foi diferente. Ela é uma das cidades com mais restrições da América Latina, e para evitar qualquer dor de cabeça com a polícia, é preciso ter certeza que você vai circular no dia correto e na hora correta permitida para sua placa.

Pesquisamos as informações do programa “HOY NO CIRCULA” para entender as regras para veículos estrangeiros dirigindo na cidade, e nos deparamos com a seguinte tabela:

Fonte: sedema.cdmx.gob.mx/servicios/servicio/tramites-hoy-no-circula

No bloco de baixo, referente à veículos estrangeiros, diz que:

• Não podem circular conforme último número da placa indicado na tabela
• Adicionalmente não podem circular de segunda à sexta das 5 às 11 horas
• Não podem circular nenhum sábado das 5 às 22 horas

Pois é, extremamente restrito. Para evitar qualquer discussão e problema com a polícia acerca das regras, decidimos entrar na CDMX em um domingo, pois é o único dia de total livre circulação para todos os veículos. De quebra aproveitamos a tranquilidade, pois quase não havia trânsito quando chegamos. Na hora de partir, também optamos por esperar até um domingo, e dessa forma aproveitamos a capital do México sem nenhum problema com rodízio ou polícia! Acabamos ficando mais do que havíamos planejado, o que não foi nenhum esforço, pois nos apaixonamos pela cidade! Um lugar cheio de atrativos, cultura, coisas para fazer e lugares para explorar. Valeu demais essa visita!

Foto: Uma de nossas paisagens preferidas dirigindo pelo México: Las Coloradas, em Yucatán

Em resumo, nós passamos 7 meses viajando pelo México. Só na área do Caribe passamos 5 meses completos, entre ilhas, praias e cidades maiores. A parte da experiência ruim em Tulum, não presenciamos nenhum outro episódio de violência e nem nos sentimos inseguros por lá. Tomando os devidos cuidados, desfrutamos da nossa estadia e viajamos tranquilos por toda essa zona que é realmente muito bonita!

Cruzamos o México pela parte central e entramos nos EUA pela fronteira de Reynosa, em Tamaulipas. Áreas fronteiriças costumam ser mais caóticas e bagunçadas, mas procuramos sempre seguir por estrada pedagiadas e nunca tivemos problemas!

O México é um país incrível para viajar de carro. Fizemos muitos amigos, fomos muito bem recebidos pelos mexicanos e nos apaixonamos por esse país, que nos surpreendeu positivamente de norte a sul!

Você tem vontade de viajar pelo México de motorhome? Quer saber qual rota fazer dirigindo pelo México de forma segura? Dá uma olhada na nossa rota aqui e inspire a sua viagem!

Quer saber quais lugares nós amamos e não são tão conhecidos do México? Clique aqui!

Acompanhe todas as novidades pelo Instagram em tempo real: @mundi360

Com carinho,
Ale e Léo

Deixe um comentário

Se você gosta do MUNDI360, confira abaixo como apoiar o nosso trabalho e seguir incentivando a produção de conteúdo:

♥ Airbnb

Você já experimentou alugar uma casa ou apartamento pelo Airbnb? Viver alguma experiência com algum local? Usando o nosso link você ganha até R$ 179,00 na sua primeira reserva e nos ajuda com uma comissão! Clique aqui.

⭑ Loja Mundi360

Quer planejar uma viagem e não sabe como? Tem vontade de dar uma volta ao mundo? Quer dicas sobre a América do Sul? Quer se inspirar? Conheça nossa loja, nosso livro e produtos digitais.

Boas viagens!

Ale e Leo | @mundi360