Destinos Incríveis

Nossa história em

Cahuita

Cahuita

O INCRÍVEL PARQUE NACIONAL CAHUITA

Ah! As belezas da Costa Rica. Existem grandes chances de que a primeira coisa que te vem à cabeça quando falamos desse pequeno país da América Central são suas lindas praias, não é mesmo?   É verdade que a Costa Rica é famosa mundialmente por ter praias banhadas por dois oceanos: Atlântico e Pacífico. Existem muitas opções para se conhecer, desde as mais tranquilas até as super agitadas. Um dos lugares que ganhou nosso coração foi o Parque Nacional de Cahuita, que oferece praias lindas diretamente no mar do caribe, com suas águas verdes e cristalinas. Vamos contar aqui como foi nossa passagem por lá.  

CHEGANDO EM CAHUITA

  Nós entramos na Costa Rica através da fronteira terrestre de Sixaola, vindo do Panamá. Essa fronteira fica muito perto da Ilha de Bocas del Toro, destino famoso das terras panamenhas. As estradas são boas e, se você for direto da fronteira até Cahuita, irá percorrer menos de 50 quilômetros. O nosso trajeto foi da fronteira até Punta Uva, uma praia linda também caribenha ótima para passar alguns dias,  e depois de Punta Uva até Cahuita. 

Foto: Acampando em Punta Uva
Se você viajar para a Costa Rica de avião, provavelmente vai pousar na capital San José. Uma viagem de lá até Cahuita de carro leva aproximadamente 4 horas – são cerca de 200 quilômetros de distância.  

O PARQUE NACIONAL

Se você tem planos de visitar a Costa Rica, uma coisa precisa saber: é um país bastante caro para os padrões da América Latina. A maioria dos parques nacionais e atrações cobram entradas em dólar e não são nada econômicas. Esse foi um dos motivos que nos fez gostar ainda mais de Cahuita!  Neste parque a entrada é voluntária, isso significa que você paga o quanto acha que deve ou pode. Não é obrigatório levar nenhum guia, mas se você quiser, sempre vai ter alguém na entrada oferecendo esses serviços. Nós entramos sem guia e tivemos uma ótima experiência. O parque possui trilha demarcada e nós conseguimos avistar vários animais de forma espontânea.

Foto: Pelas trilhas do Parque Nacional


Macacos, guaxinins, quatis, bicho-preguiça, iguanas e vários tipos de pássaros cruzaram nosso caminho sem nenhum esforço. O lugar é realmente privilegiado com uma natureza abundante, e nem mesmo o fluxo de turistas afasta os animais da trilha e da areia. 

Foto: Macaco-prego-de-cara-branca ou Mono Capuchino, como é conhecido na Costa Rica, em Cahuita


O mar é verde padrão caribe. Depois de caminhar alguns quilômetros trilha adentro é impossível resistir a um mergulho. O calor ali pega forte! O único cuidado que precisa ter é na hora de deixar as coisas na areia. Nós quase perdemos uma bolsa para um guaxinim. Tínhamos lanche dentro da bolsa, que provavelmente atraiu ele. O problema é que além do lanche também estava nossa carteira, passaportes e tudo de mais importante que carregamos. Outra pessoa que tinha deixado a mochila na areia para mergulhar não teve a mesma sorte que nós. 

Foto: Antes de dar um mergulho no mar do Caribe Costa-Riquenho


Passamos um dia inteiro por lá. Poderíamos ter voltado no dia seguinte e quem sabe até ter ficado uma semana inteira nessa região, mas como tínhamos acabado de entrar na Costa Rica, a vontade era grande em seguir viagem. Ficou ali uma desculpa para voltarmos no futuro visitar esse pedaço de terra tão lindo.
 
Foto: Leo em Cahuita
   

Se você gosta do MUNDI360, confira abaixo como apoiar o nosso trabalho e seguir incentivando a produção de conteúdo:

♥ Airbnb

Você já experimentou alugar uma casa pelo Airbnb? Viver alguma experiência com algum local? Usando o nosso link você ganha até R$ 179,00 na sua primeira reserva e nos ajuda com uma comissão! Clique aqui.

⭑ Loja Mundi360

Quer planejar uma viagem e não sabe como? Tem vontade de dar uma volta ao mundo? Quer dicas sobre a América do Sul? Quer se inspirar? Conheça nossa loja, nosso livro e produtos digitais.

Boas viagens!

Ale e Léo | @mundi360