Destinos Incríveis

Nossa história em

La Paz

La Paz

O CAOS COM PERSONALIDADE

La Paz é daquelas cidades que você ama ou odeia. Logo na chegada ficamos assustados com o trânsito e com a quantidade de pessoas nas ruas. Estacionamos o carro fora do centro e fomos explorar a cidade a pé! Compartilhamos aqui nossas percepções da cidade.

A CULTURA LOCAL

Foto: Registro da nossa passagem por La Paz
Caminhando pela cidade facilmente percebemos a força da cultura tradicional boliviana. As cholitas, mulheres vestidas de acordo com os costumes indígenas dos aymara e quechuas, estão por todos os lados. Nos mercados elas são maioria. Carregam filhos e peso nas costas, são um símbolo de força. Também é possível ver a presença da cultura através de outros aspectos, como por exemplo em rituais e oferendas para a “Pachamama”, mãe terra que guiava e ainda guia a cultura indígena. Existem regiões específicas da cidade conhecidas como “Mercado das bruxas”, onde todo tipo de item necessário é vendido.  

MERCADOS DE RUA

Foto: Comprando frutas em La Paz
Outro fato que surpreende em La Paz, assim como no resto da Bolívia, é a inexistência de supermercados tradicionais. Não existem grandes redes e nem grandes lojas. Tudo se compra e vende na rua. Existem ruas específicas para eletrônicos, para materiais de construção, para móveis e alimentos. O mercado mais popular fica no centro da cidade, e se chama Mercado Rodríguez. Lá se vende de tudo um pouco com bons preços. Caminhando mais um pouco se chega no Mercado de las Brujas, que além de itens para oferendas, se pode comprar souvenirs. Na região de “El Alto”, próximo do Aeroporto de La Paz, também existe um grande comércio de rua, majoritariamente de alimentos.  

TRANSPORTE PÚBLICO

Foto: Estação de teleférico em La Paz
La Paz fica dentro de um vale. O centro da cidade possui altitude de aproximadamente 3.600m, enquanto que a parte alta chega a 4.100m. Se locomover de um lugar para outro pode ser bastante complicado, pois além de grandes morros e vales, as ruas são bastante estreitas. Uma boa solução que o governo encontrou foi construir teleféricos que transportam a população por cima da cidade, sem impactar no trânsito. As estações são novas e bastante modernas. Andar em um deles é uma boa forma de conhecer a cidade, com uma vista privilegiada! O custo da passagem é de 3 bolivianos por pessoa para uma viagem na mesma linha de teleférico, aproximadamente R$ 1,80.  

ROTEIRO A PÉ PELO CENTRO

Foto: Nosso registro do Mercado Rodríguez
Uma boa pedida para explorar La Paz é fazer um walking tour. A empresa “Red Cap” faz tours diários saindo da praça principal, San Pedro. Nós fizemos e gostamos bastante! Andamos por cerca de 3h pelo centro e conhecemos diversas curiosidades da metrópole boliviana. Caso prefira andar sozinho, o trajeto percorrido foi: Plaza San Pedro, Mercado Rodríguez, Mercado de las Brujas, Iglesia de San Francisco e Plaza Murrillo. Nosso plus foi pegar o teleférico da estação 6 de Marzo, próximo ao aeroporto, até a estação Obelisco, bem no centro da cidade! Existem outras linhas de teleférico pela cidade, então se você não estiver na região do aeroporto, pode buscar a mais próxima!  

EXPLORANDO A BOLÍVIA

Para quem gosta de natureza e atividades ao ar livre, a Bolivia oferece paisagens incríveis surpreendentes. Se você quer se inspirar para sua próxima viagem, confere aqui os outros lugares por onde passamos:

DESERTO ALTIPLANO, clique aqui para saber mais!

SALAR DO UYUNI, clique aqui para saber mais!

ESTRADA DA MORTE, clique aqui para saber mais!

Se você gosta do MUNDI360, confira abaixo como apoiar o nosso trabalho e seguir incentivando a produção de conteúdo:

♥ Airbnb

Você já experimentou alugar uma casa pelo Airbnb? Viver alguma experiência com algum local? Usando o nosso link você ganha até R$ 179,00 na sua primeira reserva e nos ajuda com uma comissão! Clique aqui.

⭑ Loja Mundi360

Quer planejar uma viagem e não sabe como? Tem vontade de dar uma volta ao mundo? Quer dicas sobre a América do Sul? Quer se inspirar? Conheça nossa loja, nosso livro e produtos digitais.

Boas viagens!

Ale e Léo | @mundi360