DICAS DA ESTRADA

DIESEL E COMBUSTÍVEL PELA AMÉRICA DO SUL

Quanto custa o Diesel pela América do Sul?

 

Sempre que entramos em um novo país, abastecer o carro é uma novidade. Cada lugar ter um sistema diferente, preços diferentes e formas de atendimento diferentes. Apenas alguns detalhes seguem um mesmo padrão e nunca mudam: Diesel é sempre mais barato que a Gasolina e postos perto das fronteiras tem os preços mais caros que do interior dos países.

Existe a dúvida sobre a disponibilidade do Diesel ao longo da estrada. Nós abastecemos nosso carro com Diesel comum, e nunca tivemos dificuldade em encontrar ele em nenhum país. O que talvez pode se tornar um problema são veículos que só funcionam com Diesel S10. Em lugares mais remotos não era tão comum os postos oferecerem essa opção. Se você planeja viajar com um carro com essa restrição é bom carregar galões extras de combustível e planejar a rota.

Falando sobre os preços, encontramos bastante variação pelo caminho e abaixo compartilhamos nossa experiência ao longo da América do Sul.

BRASIL

Nós iniciamos nossa viagem em Curitiba, no sul do Brasil. Nosso parâmetro seriam os preços de lá, pois além de ser nossa cidade natal, foi o local onde fizemos o primeiro abastecimento da viagem de volta ao mundo. Pagamos R$ 3,25 o litro do Diesel. Quando mais ao sul do Brasil avançávamos, mais caro o combustível ficava. O mais caro que pagamos ainda em terras brasileiras foi na cidade de Palmares, no Rio Grande do Sul. O litro do Diesel custou R$ 3,75.

URUGUAI

No Uruguai, logo no começo da viagem, levamos um baita susto! Já sabíamos que o país era caro, e que naturalmente o preço do combustível acompanhava esse comportamento, mas encher o tanque do carro com o litro do Diesel a 1,1 USD foi bastante dolorido! Não observamos muita variação de preço ao longo do país, e acabamos abastecendo na cidade de Montevideo. Em uma próxima viagem nós levaríamos nosso galão extra de combustível cheio do Brasil, para evitar ou postergar o abastecimento em terras uruguaias. Fica a dica para você que planeja viajar de carro até lá!

ARGENTINA

Na Argentina rodamos mais de 9.000kms, e o preço do Diesel ao longo do trajeto foi mudando bastante. O menor preço que pegamos foi na região de Bariloche, cerca de USD 0,80, já o maior preço que pagamos pelo mesmo litro de Diesel foi na cidade de Perito Moreno, onde pagamos USD 1,09. Em terras argentinas nosso posto de combustível preferido era o YPF. Além de ter um bom preço eles sempre contavam com boa estrutura de banheiros, muitas vezes chuveiros e loja de conveniência. Nos postos 24h também era permitido estacionar o carro e dormir por lá sem pagar nada por isso. Ao longo da nossa passagem pelo país dormimos diversas vezes nos postos YPF e os chuveiros que encontramos por lá foram melhores que muitos hotéis.

Foto: Preparados para dormir no YPF, depois de abastecer o tanque do carro

 

CHILE, PERU E COLÔMBIA

No Chile, Peru e Colômbia não tivemos nenhum problema para abastecer. O custo do Diesel nesses países ficava entre 0,74 USD a 0,97 USD. O que sim acontecia era uma grande variação no preço, muitas vezes de postos de combustível a poucos metros de distância!

BOLÍVIA

A Bolívia tem um preço barato de combustível para a população, mas quando se trata de encher o tanque para turistas a história muda. Enquanto a bomba marcava cerca de R$ 2,00 para o litro de Diesel para os locais, quando chegávamos com nossa placa extrangeira o preço era multiplicado por 3. Tivemos muita dificuldade em conseguir negociar com postos para encher nosso tanque direto na bomba. Isso não aconteceu nenhuma vez. A primeira vez que abastecemos na Bolívia foi em uma oficina mecânica, onde o mecânico que consertou uma mangueira que estava rompida comentou que poderia nos vender Diesel que ele tinha armazenado no seu galpão. Como estávamos quase zerados e já tinhamos sido recusados em todos os postos do Uyuni, compramos diretamente dele por um preço um pouco mais caro que da bomba, mas muito mais barato do que abastecer no posto com nosso veículo do Brasil.

Foto: Léo abastecendo o carro com o mecânico em Uyuni, Bolívia

 

EQUADOR

No Equador quando estávamos prestes a entrar no país explodiu uma revolta popular com ondas de protestos por conta do valor do combustível. O governo que sempre subsidiou este item para a população decidiu tirar o subsídio do dia para a noite, paralisando o país. A situação acabou se resolvendo nas semanas seguinte e quando entramos no país, os preços estavam baixos como sempre: cerca de 1 USD pelo galão de combustível. Como cada galão tem 4 litros e considerando o dólar que pagamos em Dez/2019, quando entramos no país, nos custou cerca de R$ 1,00 o litro do Diesel. Abastecer o carro por lá era só alegria!

 

Essa foi nossa experiência ao abastecer nosso tanque do carro pelos postos de gasolina da América do Sul. Cada país tem sua particularidade, mas com calma conseguimos resolver todos os problemas do caminho. Quer saber como planejamos nosso orçamento para esses diferentes preços de combustível pelo caminho? Dá uma olhada nessa página sobre Custos da Viagem.

 

Boas viagens!

Com carinho,

Ale e Leo

 

Deixe um comentário

Se você gosta do MUNDI360, confira abaixo como apoiar o nosso trabalho e seguir incentivando a produção de conteúdo:

♥ Airbnb

Você já experimentou alugar uma casa ou apartamento pelo Airbnb? Viver alguma experiência com algum local? Usando o nosso link você ganha até R$ 179,00 na sua primeira reserva e nos ajuda com uma comissão! Clique aqui.

⭑ Loja Mundi360

Quer planejar uma viagem e não sabe como? Tem vontade de dar uma volta ao mundo? Quer dicas sobre a América do Sul? Quer se inspirar? Conheça nossa loja, nosso livro e produtos digitais.

Boas viagens!

Ale e Leo | @mundi360